Coronavírus

Portugal com mais 275 mortes e 11.721 novos casos de covid-19

Pedro Nunes

O último balanço da Direção-Geral da Saúde.

Saiba mais...

Portugal regista este domingo mais 275 mortes por covid-19, o maior número de óbitos em 24 horas desde o início da pandemia, e 11.721 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o relatório de situação da Direção-Geral da Saúde.

Desde o início da pandemia, Portugal contabiliza 10.469 mortes e 636.190 casos de infeção pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, estando este domingo ativos mais 6.279 casos em relação a sábado, totalizando 169.230.

Quanto aos internamentos hospitalares, o boletim epidemiológico da DGS revela que estão internados 6.117doentes, mais 195 em relação a sábado, dos quais 742 em cuidados intensivos, mais 22.

As autoridades de saúde têm sob vigilância 210.664 contactos, mais 4.432 relativamente a sábado.

O boletim revela ainda que foram dados como recuperados mais 5.167 doentes. Desde o início da pandemia em Portugal, em março, já recuperaram 456.491 pessoas.

As variantes que já circulam em Portugal

Neste momento, são quatro as variantes mais predominantes do novo coronavírus. Três delas já estão em Portugal. Além da estirpe mais comum, e da britânica, por cá já foi identificada também a variante da África do Sul.

Para já, há apenas um único caso confirmado e estão a ser tomadas todas as precauções para tentar quebrar a cadeia de transmissão da covid-19 associada à variante genética da África do Sul.

Importa sublinhar que todos os dados conhecidos sobre esta estirpe são, ainda, experimentais, mas indicam que pode haver uma diminuição da eficácia da resposta imunitária.

O mesmo problema é colocado pela mutação brasileira. Ainda assim, os especialistas acreditam que a proteção das vacinas que estão a ser administradas, não vai ser seriamente afetada.

Aperta a fiscalização. Idas ao supermercado e passeios higiénicos só com comprovativo de morada

As idas ao supermercado e os chamados passeios higiénicos apenas passam a ser permitidos com a apresentação do comprovativo de morada. O novo despacho do Governo estabelece também que quem violar as regras do confinamento tem de pagar a multa na hora.

O Governo avisa que as regras de confinamento são para cumprir e, caso não sejam respeitadas, as autoridades prometem não ter contemplações no momento de passar a multa. Se for paga na hora, assunto arrumado. Caso o pagamento fique suspenso, o valor sobe na medida em que terão também de ser liquidadas as custas judiciais e a majoração da culpa.

LINKS ÚTEIS

MAPA COM OS CASOS A NÍVEL GLOBAL