Coronavírus

Medicamento espanhol reduz carga viral da covid-19. “Resultados são muito promissores”

Fármaco plitidepsina é utilizado em tumores.

Saiba mais...

Ema Paulino, membro da Direção Nacional da Ordem dos Farmacêuticos, disse na SIC Notícias que deve agora avançar para uma terceira fase de testes o medicamento espanhol que demonstrou uma redução quase total da carga viral do coronavírus.

A terceira fase avalia a eficácia deste medicamento em humanos, até agora só testado em laboratório em animais. Ainda assim, Ema Paulino garantiu que os resultados preliminares são promissores.

Medicamento reduz quase totalmente carga viral do SARS-CoV-2

Testado em França e nos Estados Unidos, demonstrou uma redução quase total da carga viral da covid-19. Em experiências realizadas em animais com o fármaco plitidepsina, medicamento usado em tumores, o resultado foi uma eficácia antiviral e toxicidade prometedoras, segundo a empresa que o produz.

Os autores alegam que a plitidepsina é o composto que demonstrou ser mais eficaz e defendem que deve ser experimentado em ensaios clínicos alargados.

Em duas experiências animais diferentes em que havia infeção com o SARS-CoV-2, foi alcançada uma redução de 99% das cargas virais nos pulmões tratados com plitidepsina.