Coronavírus

Covid-19. Rede europeia diz que museus estão prontos para reabrir

MÁRIO CRUZ

Portugal é um de 14 países europeus onde os museus ainda se encontram completamente encerrados.

Saiba mais...

Os museus da Europa estão prontos para reabrir, para apoiar a vida urbana e acompanharem as pessoas na nova realidade, disse esta segunda-feira a Rede de Organizações Europeias de Museus (NEMO, na sigla em inglês).

Em muitos países, como em Portugal, os museus mantêm-se fechados devido à covid-19, enquanto noutros reabriram portas, uma medida aplaudida pela NEMO, já que a rede considera que "os museus facilitam os processos emocionais em situações difíceis", como a pandemia, além de que têm um "papel importante a desempenhar na coesão social".

"Os museus são parte essencial dos cenários educacionais locais, cooperam sistematicamente com escolas e creches e combinam ofertas de aprendizagem informal, diversão e entretenimento", acrescentou a NEMO.

"espaços seguros durante a pandemia"

A rede realçou que os "museus fornecem espaços seguros durante a pandemia, já que oferecem grandes espaços que permitem visitas controladas e seguras do público", e são "instituições educacionais que oferecem diferentes tipos de aprendizagem e debate formal e informal".

Os museus também desenvolveram conceitos de higiene abrangentes, investiram em medidas de ventilação, bilheteiras 'online', sistemas de controlo para limitar o fluxo de visitantes e instalações sanitárias, entre outros para tornar seus espaços seguros, medidas que se aplicam tanto aos visitantes quanto aos funcionários.

Para a NEMO, os museus provaram ser locais seguros, dado não ter sido relatada nenhuma infeção por coronavírus em nenhum museu da Europa.

A NEMO advertiu ainda que a arte e a cultura são fundamentais para o sentido de comunidade e a partilha de valores.

NEMO pede financiamento público estável

Por isso, a NEMO pede aos líderes políticos que reconheçam que os museus são um recurso e não um custo adicional em tempo de crise, pelo que necessitam de estruturas e processos abrangentes e sustentáveis para abrir suas portas ao público e permanecer abertos durante a situação de pandemia.

Segundo a NEMO, os museus necessitam também de financiamento público estável - agora e no futuro - para que possam retomar suas atividades, apesar das limitações impostas pela pandemia.

As medidas constam de informações que a NEMO reuniu do setor de museus em 31 países europeus para fornecer uma visão geral da situação dos museus no continente e para partilhar exemplos de cooperação bem-sucedida entre autoridades públicas e museus no sentido de se desenvolverem estruturas que permitem que os museus abram com segurança durante a pandemia. incentivar a abertura das portas dos museus em toda a Europa.

Segundo o mapa disponibilizado pela NEMO, Portugal é um de 14 países europeus onde os museus ainda se encontram completamente encerrados.

  • 6:56