Coronavírus

A homenagem aos que "deram o último suspiro sozinhos na América"

Num discurso emotivo, Joe Biden assinalou o dia em que os EUA superaram a marca das 500 mil mortes. O total corresponde a 20% de todas as mortes provocadas pela pandemia no mundo.

Saiba mais...

Antes da homenagem na Casa Branca, as bandeiras de todos os edifícios federais do país já tinham sido colocadas a meia haste para assinalar o dia em que os EUA superaram a marca das 500 mil mortes.

"Morreram mais norte-americanos num ano de pandemia do que os que perdemos durante a Primeira Guerra Mundial, a Segunda Guerra Mundial e a Guerra no Vietname, juntas" lembrou o Presidente, num discurso emocionado.

"Eu sei como é" disse, fazendo referência à experiência pessoal com a morte da primeira mulher e de dois filhos.

"As pessoas que perdemos foram extraordinárias, atravessaram gerações, nasceram na América e imigraram para a América. E, assim, muitos deles deram o seu último suspiro na América" acrescentou o presidente do país do mundo mais afetado pela pandemia.