Coronavírus

Portugal regista 50 mortes e 1.480 casos de covid-19 nas últimas 24 horas

Armando Franca

Há 24 dias consecutivos que o número de recuperados supera o de novas infeções.

Saiba mais...

Portugal contabiliza esta quarta-feira mais 50 mortes - o número mais baixo desde 6 de novembro - e 1.480 novos casos de covid-19, segundo o relatório diário da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 16.136 mortes e 800.586 casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2, estando esta quarta-feira ativos 75.396 casos, menos 1.648 em relação a terça-feira.

O boletim epidemiológico da DGS revela também que estão internados 2.767 doentes (menos 245 do que na terça-feira), o número mais baixo desde 10 de novembro, dos quais 567 em cuidados intensivos, menos 30, número que não era registado desde 11 de janeiro.

As autoridades de saúde têm em vigilância 63.402 contactos, menos 7.365 relativamente ao dia anterior, mantendo-se a tendência decrescente desde o dia 30 de janeiro.

Os dados desta quarta-feira revelam ainda que mais 3.078 pessoas foram dadas como recuperadas, fazendo subir para 709.054 o número de recuperados desde o início da pandemia em Portugal, em março de 2020.

Há 24 dias consecutivos que o número de recuperados supera o de novas infeções.

DADOS POR REGIÃO

Relativamente às 50 mortes registadas nas últimas 24 horas, 31 ocorreram em Lisboa e Vale do Tejo, 7 na região Centro, 7 na região Norte, 4 no Alentejo e uma na Madeira.

Na região de Lisboa e Vale do Tejo foram notificadas 772 novas infeções, contabilizando-se até agora 302.785 casos e 6.730 mortes.

A região Norte registou 327 novas infeções por SARS-CoV-2 nas últimas 24 horas e desde o início da pandemia já contabilizou 325.232 casos de infeção e 5.175 mortes.

Na região Centro, registaram-se mais 198 casos, acumulando-se 114.443 infeções e 2.877 mortos.

No Alentejo foram assinalados mais 84 casos, totalizando 28.308 infeções e 933 mortos desde o início da pandemia em Portugal.

A região do Algarve tem hoje notificados 51 novos casos, somando 19.944 infeções e 332 mortos.

A Madeira registou 45 novos casos. Esta região autónoma contabiliza 6.146 infeções e 61 mortes devido à covid-19.

Nos Açores foram registados 3 novos casos nas últimas 24 horas. Desde o início da pandemia, a região autónoma soma 3.728 infeções e 28 mortos.

Pedro Nunes

DADOS POR GÉNERO E FAIXA ETÁRIA

Os casos confirmados distribuem-se por todas as faixas etárias, situando-se entre os 20 e os 59 anos o registo de maior número de infeções.

O novo coronavírus já infetou em Portugal, pelo menos, 362.012 homens e 438.303 mulheres, referem os dados da DGS, segundo os quais há 271 casos de sexo desconhecido, que se encontram sob investigação, uma vez que estes dados não são fornecidos de forma automática.

Do total de vítimas mortais, 8.434 eram homens 7.702 mulheres.

O maior número de óbitos continua a concentrar-se nos idosos com mais de 80 anos, seguidos da faixa etária entre os 70 e os 79 anos.

Do total de mortes, 10.717 eram pessoas com mais de 80 anos, 3.379 com idades entre os 70 e os 79 anos e 1.417 tinham entre os 60 e os 69 anos.

Violeta Santos Moura

Coordenador da task force confirma alternativas para atingir objetivos da vacinação

O coordenador do plano de vacinação confirmou esta terça-feira que estão a ser analisadas alternativas para atingir os objetivos, como o aumento do intervalo entre as doses da vacina contra a covid-19 e a antecipação da primeira dose para 200 mil pessoas.

Numa audição da Comissão de Saúde, Henrique Gouveia e Melo confirmou o número de vacinas previstas: 2,5 milhões no primeiro trimestre do ano, 9 milhões no segundo, 14,8 no terceiro e 9,5 no quarto.

Perante os números, o coordenador da task force afirmou que a imunidade de grupo poderá ser atingida no início de agosto, "se esta previsão se confirmar" e se não houver "limitações na administração de vacinas".

Na audição, falou sobre o "constrangimento difícil" de a vacina da AstraZeneca não poder ser administrada aos maiores de 65 anos.

Gouveia e Melo afirmou ainda que, na incerteza do número de vacinas que vai chegar, "recusar vacinas ou adiar a aquisição não faz sentido nenhum".

COVID-19. MAIS DE 248 MIL PESSOAS JÁ FORAM VACINADAS EM PORTUGAL

Portugal já vacinou 248.708 pessoas, desde 27 de dezembro de 2020, revela o relatório de vacinação da Direção Geral da Saúde desta terça-feira. Mais de 433 mil receberam a primeira dose da vacina, o equivalente a 4% da população portuguesa.

O país já recebeu 830.730 doses da vacina, sendo que 718.143 já foram distribuídas.

No relatório constam também os dados da vacinação por faixa etária. Oito porcento da população com mais de 80 anos já recebeu as duas doses da vacina e 19% tomou a primeira dose.

  • 2:33