Coronavírus

Hospitais de Coimbra e de Aveiro preparam-se para retomar atividade cirúrgica

Alívio da pressão permite retoma da atividade normal.

Saiba mais...

O Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra quer recuperar cirurgias, tratamentos e exames de diagnóstico até ao final de maio. Até 8 de março, o Centro Hospitalar do Baixo Vouga, em Aveiro, vai retomar na totalidade as cirurgias programadas.

Nos últimos dois meses, a pandemia obrigou o centro hospitalar e universitário de Coimbra a converter camas de vários serviços em enfermarias covid. E este reajuste de espaços físicos e de meios humanos fez cair a atividade cirúrgica para metade. Agora com menos internamentos covid, as cirurgias, exames de diagnóstico e tratamentos começam a ser retomados.

No Centro Hospitalar do Baixo Vouga, em Aveiro, também já há menos quatro enfermarias covid. Chegaram a ser sete, lotadas, a 23 de janeiro, o pior dia da terceira vaga no internamento.

Em Aveiro, a cirurgia urgente nunca parou e numa sala disponível foram sendo feitas cirurgias prioritárias. Até 8 de março, serão retomadas a 100% as cirurgias de ambulatório no hospital de Águeda e reativadas as quatro salas de cirurgia programada em Aveiro.