Coronavírus

Covid-19 em França. Confinamento flexível alargado a todo o país 

Correspondente SIC

População pode continuar a sair de casa.  

França volta ao confinamento a partir deste fim de semana, ainda que mais flexível que os anteriores, numa altura em que as unidades de cuidados intensivos estão à beira da rutura.

Durante um mês, a população não é obrigada a ficar em casa, mas a permanecer num raio de 10 quilómetros da residência.

As escolas vão encerrar três semanas, sendo que a primeira será de ensino à distância e as duas outras de férias.

Covid-19. França espera pico de infeções dentro de sete a dez dias

O ministro da Saúde de França estima que o pico de infeções nesta terceira vaga de covid-19 no país seja alcançado em sete a dez dias e que o número de pacientes nos cuidados intensivos continue a crescer até ao final de abril.

Numa entrevista à rádio France Inter, Olivier Véran explicou que "leva entre sete e dez dias para que as medidas sejam eficazes, para que a eficácia destas possa ser avaliada".

"Se tudo correr bem", demorará mais duas semanas para que esta redução das infeções tenha o seu efeito na redução do número de doentes nas unidades de cuidados intensivos, onde estão esta quinta-feira 5.053 doentes, número superior ao pico da segunda vaga, em meados de novembro.