Coronavírus

Covid-19 no Brasil. Março foi o mês mais mortal desde o início da pandemia

Correspondente SIC

O grande aumento do número de mortes é atribuído ao colapso do sistema de saúde.

Saiba mais...

Sob a ameaça de uma nova variante do vírus SARS-CoV-2, o Brasil atingiu em março o mês mais mortal da pandemia. Foram registados quase 67 mil óbitos.

Na cidade de São Paulo, os enterros noturnos, para dar conta do número de vítimas mortais da covid-19, tornam-se um dos retratos mais tristes da pandemia. Esta semana, um dos maiores cemitérios da capital paulista teve de suspender os enterros por falta de espaço.

O grande aumento do número de mortes é atribuído ao colapso no sistema de saúde, num momento de alto índice de contágio, que preocupa os cientistas.

Os investigadores do Instituto Butantã, em São Paulo, dizem ter encontrado uma variante muito parecida com a da África do Sul. Este vírus foi encontrado numa mulher de 34 anos que mora no interior do estado, onde a probabilidade de ter tido contacto com a variante africana é muito pequena. Os cientistas não descartam a possibilidade de ser uma nova variante brasileira.

O programa de imunização do país caminha a passos lentos. Os epidemiologistas dizem que a única maneira de impedir o surgimento de novas variantes é com distanciamento social.

O Presidente Bolsonaro continua a atacar as medidas de restrição adotadas pelos estados. A crise política entre o Governo federal, os estados e municípios torna difícil a decisão do Brasil entrar em confinamento, como recomendam os especialistas.