Coronavírus

Ex-alunos da Universidade de Aveiro desenvolvem máquina automática para medir temperatura corporal

Sérgio Campos

Sérgio Campos

Repórter de Imagem

Equipamentos são portáteis e sem fios e permitem medir temperatura e desinfetar mãos, em simultâneo, à entrada de edifícios.

Saiba mais...

Uma empresa de ex-alunos da Universidade de Aveiro desenvolveu um equipamento totalmente nacional, útil no combate à covid-19.

A máquina permite medir a temperatura corporal e desinfetar as mãos em simultâneo. O equipamento já está em alguns edifícios particulares e públicos e até já faz parte das rotinas na Presidência da República.

O material é produzido numa metalúrgica da região de Águeda e montado depois na sede, na incubadora de empresas no PCI, o Creative Science Park, em Aveiro.

A pandemia obrigou a controlar todos os que entram em edifícios públicos e privados.

A estação automática, totalmente feita em Portugal, simplifica procedimentos e dispensa a presença de uma pessoa a tempo inteiro. Uma vantagem que convenceu a Santa Casa da Misericórdia de Aveiro a colocar um equipamento na entrada principal do Lar de idosos da Moita.

O equipamento está a ser preparado para num futuro breve, permitir também a medição do nível de oxigénio no sangue.

A máquina chegou ao mercado há poucos meses. Existe em vários modelos diferentes, que podem ser adaptados aos requisitos exigidos por cada instituição.