Coronavírus

Covid-19. Um em cada três recuperados desenvolveu problemas psiquiátricos ou neurológicos

Estudo feito com mais de 236 mil doentes.

Uma em cada três pessoas com covid-19 teve problemas psiquiátricos ou neurológicos nos seis meses após a infeção. Esta é a conclusão de um estudo feito com mais de 236 mil doentes. É a maior investigação feita até agora sobre saúde mental e covid-19.

Um grupo de cientistas ingleses concluiu que quem esteve infetado pode desenvolver nos seis meses seguintes algum tipo de doença mental ou neurológica. Nos milhares de registos de saúde eletrónicos analisados, 34% das pessoas acabaram por desenvolver doenças neurológicas ou psiquiátricas, 13% delas sem quaisquer antecedentes.

Ansiedade e alterações de humor são os problemas mais frequentes. Nos casos mais graves de covid-19, 7% dos doentes que estiveram internados sofreram um AVC e 2% acabaram por desenvolver algum tipo de demência.

Já nos casos sem necessidade de hospitalização, apenas 1,3% sofreu um acidente vascular cerebral, 0,3% teve uma hemorragia cerebral e 0,4% desenvolveu demência.

O estudo divulgado na revista científica Lancet avança ainda outras conclusões. O risco de desenvolver algum dos problemas de saúde referidos é 44% mais alto em pessoas que estiveram infetadas com o SARS-CoV-2 do que, por exemplo, com gripe.

Veja também: