Coronavírus

Desconfinamento. Especialistas alertam para perigo do aumento de contágios

Há especialista que defendem o adiamento da terceira fase de desconfinamento.  

Saiba mais...

Marcelo Rebelo de Sousa fala esta quarta-feira à noite ao país, depois de o Parlamento decidir se aprova ou não o novo estado de emergência, decretado devido à pandemia de covid-19.

Com a aproximação do dia 19, em que começará a terceira fase de desconfinamento, e tendo em conta os dados atuais, os especialistas alertam para o perigo de os contágios aumentarem.

Uma das questões mais prementes do momento para o Governo é decidir se adia ou mantém a data da próxima fase de desconfinamento.

3.ª FASE DO DESCONFINAMENTO: O QUE ESTÁ PREVISTO REABRIR A 19 DE ABRIL

  • Ensino secundário e superior;
  • Cinemas, teatros, auditórios e salas de espetáculos;
  • Lojas de cidadão com atendimento presencial por marcação;
  • Todas as lojas e centros comerciais;
  • Restaurantes, cafés e pastelarias (máximo de 4 pessoas ou 6 em esplanadas) até às 22:00 ou 13:00 aos fins de semana e feriados;
  • Modalidades desportivas de médio risco;
  • Atividade física ao ar livre até seis pessoas;
  • Eventos exteriores com diminuição de lotação;
  • Casamentos e batizados com 25% de lotação.

A 11 de março, na apresentação do plano de desconfinamento, o primeiro-ministro afirmou que as medidas da reabertura serão revistas sempre que Portugal ultrapassar os "120 novos casos por dia por 100 mil habitantes a 14 dias" ou sempre que o Rt - o número médio de casos secundários que resultam de um caso infetado pelo vírus - ultrapasse 1 -, o que se verifica neste momento: o Rt situa-se atualmente em 1,04 a nível nacional e 1,03 no território continental.