Coronavírus

Proveitos de alojamento turístico descem 73,7% num ano de pandemia

Canva

Instituto Nacional de Estatística divulgou dados sobre o efeito de um ano de pandemia da covid-19 nas unidades de alojamento turístico portuguesas.

Saiba mais...

O setor do alojamento turístico registou uma queda de 73,7% nos proveitos, para 1,1 mil milhões de euros, entre março de 2020 e fevereiro deste ano, face aos 12 meses anteriores, segundo o INE.

O Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgou esta quarta-feira dados sobre o efeito de um ano de pandemia da covid-19 nas unidades de alojamento turístico portuguesas apontando uma descida de 71,7% nas dormidas.

"Durante o primeiro ano de pandemia, os proveitos atingiram 1,1 mil milhões de euros no total (-73,7%) e 863,3 milhões de euros relativamente a aposento (-73,5%), o que representou reduções de 3,2 mil milhões de euros e 2,4 mil milhões de euros face ao acumulado dos 12 meses anteriores, respetivamente", especifica o INE.

Entre março de 2020 e fevereiro de 2021, o instituto refere que "o alojamento turístico registou 8,0 milhões de hóspedes e 20,0 milhões de dormidas, refletindo diminuições de 70,9% e 71,7%, respetivamente, face ao acumulado dos 12 meses anteriores".

Naquele período, as dormidas de residentes decresceram 44,1% e as de não residentes diminuíram 83,7%.