Coronavírus

Covid-19. Incidência acumulada a sete dias sobe ligeiramente na Alemanha

Markus Schreiber

Depois de ter caído seis dias consecutivos.

Saiba mais...

A incidência acumulada a sete dias aumentou ligeiramente na Alemanha para 146,9 novas infeções por 100.000 habitantes, depois de ter caído seis dias consecutivos e numa tendência que aponta para uma desaceleração nesta terceira vaga da pandemia.

Segundo os dados do Instituto Robert Koch (RKI) de virologia, há uma semana, a incidência era de 169,3 e, no domingo, os valores indicavam 146,5.

As autoridades de saúde registaram 9.160 novos casos num dia - cerca de 2.700 menos que na segunda-feira passada - e 84 mortes (60 há uma semana), de acordo com o Instituto Robert Koch.

O índice de transmissibilidade semanal é de 0,92, o que significa que cada 100 infetados contagia uma média de 92 outras pessoas.

A incidência semanal na Alemanha como um todo tem aumentado consideravelmente desde meados de fevereiro e estava claramente acima de 100 novas infeções por 100.000 habitantes. Após um revés momentâneo na Semana Santa (Páscoa), o forte aumento continuou, observa o RKI no relatório diário publicado no domingo.

A partir de meados de abril, esse aumento inicialmente enfraqueceu e desde o início da semana entre 26 de abril e 2 de maio os números caíram ligeiramente, enquanto o índice de transmissibilidade semanal caiu abaixo de 1.

O número máximo de infeções foi registado em 18 de dezembro, com 33.777 novos casos num dia, e o número de óbitos em 14 de janeiro, com 1.244, enquanto a incidência atingiu seu pico em 22 de dezembro, com 197,6.

O número de positivos desde o início da pandemia chega a 3.425.982 - dos quais cerca de 3.040.700 são considerados recuperados - e o número de mortes com ou de covid-19 chega a 83.276.

No período de uma semana, as autoridades de saúde relataram 122.205 novas infeções e o RKI estima que os casos ativos atualmente sejam cerca de 302.000.

Nas unidades de cuidados intensivos, 5.029 doentes com covid-19 foram internados no domingo (mais 20 num dia), dos quais 2.950 (59% e 25 a mais em relação a sábado) necessitam de ventilação, segundo o registo da Associação Interdisciplinar Departamento Alemão de Terapia Intensiva e Medicina de Emergência (DIVI).

Em 24 horas, os cuidados intensivos receberam 198 novos doentes com covid-19 e 71 dos internados morreram.

Na Alemanha, 6.381.397 pessoas receberam as duas doses da vacina (7,7% da população) e 22.393.183 (26,9%), pelo menos uma dose, segundo os dados publicados pelo RKI no relatório da passada sexta-feira.