Coronavírus

Festas, regresso às aulas e às lojas: europeus continuam a desconfinar

Fim de semana marcado por ajuntamentos festivos.

Saiba mais...

Na Europa, o início da semana fica marcado pelo alívio das restrições em muitos países. Em Barcelona, o início da madrugada voltou a ser de festa e, pela segunda noite, centenas de jovens celebraram o fim do estado de emergência em Espanha.

A polícia dispersou os ajuntamentos, mmas nas ruas ficaram as marcas da animação na capital da Catalunha. Já de maneira mais calma, os mais velhos e com mais dinheiro, preferiram os restaurantes das turísticas Ramblas.

Na Alemanha, e em fim de semana de bom tempo, encheram-se os parques públicos das maiores cidades. Reabriram os jardins da cerveja por toda a Baviera.

Já na vizinha República Checa, houve filas na reabertura esta segunda-feira das lojas e dos centros comerciais. Com a vacinação em curso e a pandemia ainda não controlada, o governo de Praga autorizou também a reabertura das oficinas automóveis, dos cabeleireiros, das carreiras de tiro e das agências de viagens.

Na Grécia, depois de uma longa interrupção de seis meses, reabriram as escolas com máscaras e medição de temperatura para aulas presenciais e todos os níveis de ensino.

No Reino Unido, com mais de metade da população já vacinada, o primeiro-ministro anunciou o fim da maioria das restrições. A partir de 17 de maio, volta a ser possível juntar famílias diferentes e realizar reuniões ao ar livre até 30 pessoas. Reabrem ainda os hotéis e os cinemas. Estão de novo autorizados os desportos em grupo e a frequência de espaços recreativos.