Coronavírus

Covid-19. Rui Moreira diz que medidas vão ter "impacto negativo" nos portuenses

O concelho do Porto é um dos que recuam no desconfinamento. Questionado sobre os festejos do São João, diz que não terão contribuído para o agravamento da situação no município.

Saiba mais...

O presidente da Câmara do Porto afirmou esta quinta-feira estar "muito preocupado" com a situação pandémica e considerou que as medidas aplicadas ao concelho vão ter "um fortíssimo e negativo impacto" na vida dos portuenses e na economia.

"Tive conhecimento disso há pouco. Naturalmente, estou muito preocupado com a situação da pandemia e muito preocupado com estas medidas que, como é evidente, têm um fortíssimo e negativo impacto na vida das pessoas, dos portuenses e na nossa economia", afirmou o independente Rui Moreira.

O concelho do Porto passou hoje a integrar a lista dos 26 concelhos no nível de risco elevado de incidência de covid-19. Em declarações aos jornalistas, disse não querer pronunciar-se sobre algumas das medidas adotadas, como a limitação de circulação na via pública até às 23:00, considerando que "num país com tantos especialistas, não é o presidente da Câmara do Porto que se pode pronunciar".

Medidas nos concelhos em risco elevado:

  • Teletrabalho obrigatório quando as funções o permitam;
  • Restaurantes, cafés e pastelarias até às 22:30 (no interior, com um máximo de 6 pessoas por grupo; em esplanada, 10 pessoas por grupo);
  • Espetáculos culturais com os mesmos horários da restauração;
  • Comércio a retalho até às 21:00;
  • Limitação da circulação na via pública a partir das 23:00 nos concelhos de risco elevado e muito elevado.