Coronavírus

Covid-19. Casos disparam 500% na Holanda, três semanas depois do fim de quase todas as restrições

Veja aqui a situação da pandemia na Europa.

Saiba mais...

A Holanda está agora a enfrentar a quarta vaga da pandemia, com o número de novos casos a disparar cerca de 500%. Há três semanas, o país levantou quase todas as restrições e agora o primeiro-ministro pede desculpa. No final de agosto, 90% das infeções em toda a Europa vão ter origem na variante Delta.

Há três semanas, o número de novos casos por dia na Holanda era à volta de 600. Agora anda perto dos 8 mil. O Governo levantou quase todas as restrições na altura, agora pede desculpas.

Há uma nova vaga que parece romper Europa fora. A Holanda levantou as restrições quando o número de novos casos estava em queda.

O Reino Unido prepara-se para fazer o mesmo enquanto as novas infeções não param de subir. A média dos últimos sete dias anda acima dos 30 mil novos casos e 30 mortos diários. O presidente da Câmara de Londres já veio avisar que, apesar ao alívio das medidas marcado para a próxima segunda-feira nos transportes públicos da cidade, a máscara vai continuar obrigatória.

Em França, manteve-se a festa do dia da Bastilha com desfile militar ao mesmo tempo que se abriu uma corrida à vacinação. Bastou que o Presidente Emanuel Macron fosse à televisão exigir certificado para idas ao restaurante e vacinas obrigatórias para os profissionais de saúde para um número recorde se inscrever.

A viver os piores dias da pandemia está a Rússia, apesar do esforço em convencer os tantos que não querem a vacina. Nunca morreram tantos no país com o coronavírus. Oficialmente são mais de 700 por dia. A média de novos casos de infeção está acima dos 24 mil.