Coronavírus

Ordem dos Médicos apresenta hoje proposta de nova matriz de risco

Pedro Nunes / Reuters

Feita em parceria com o Instituto Superior Técnico.

Saiba mais...

A Ordem dos Médicos vai apresentar hoje uma proposta de uma nova matriz de risco, feita em parceria com o Instituto Superior Técnico.

A Ordem considera que a atual matriz não é suficientemente completa para avaliar o impacto do vírus e para que a economia possa funcionar em simultâneo com a proteção da saúde.

Para a OM, "a evolução da pandemia exige que a avaliação do impacto do vírus SARS-CoV-2 seja feita de forma mais global" e a atual matriz de risco "já não é uma ferramenta suficientemente completa" para que a economia possa funcionar em simultâneo com a proteção da saúde da população.

O bastonário Miguel Guimarães afastou recentemente a necessidade de "grandes medidas de confinamento", mas defendeu o reforço de outras, como o uso de máscara, mesmo para as pessoas vacinadas, e a realização massiva de testes rápidos de antigénio para controlar surtos em casamentos, batizados, e em atividades culturais e desportivas.

A matriz de risco usada atualmente pelas autoridades de saúde inclui os dados do Rt -- que estima o número de casos secundários resultantes de uma pessoa infetada -- e da incidência de novos casos por 100 mil habitantes a 14 dias.

VEJA TAMBÉM:

  • "Quando estou com os avós sinto-me feliz"

    Desafios da Mente

    As investigações apontam que as crianças que têm avós envolvidos na prestação de cuidados podem ter melhores índices de saúde mental, como uma redução do risco de sintomas depressivos e de comportamentos desviantes, bem como melhor desenvolvimento cognitivo. Em Portugal, o Dia dos Avós celebra-se a 26 de julho. A data foi instituída pela Assembleia da República, em 2003.

    Mauro Paulino