Coronavírus

Chumbo aos apoios sociais. Marcelo não se arrepende e diz estar feliz por ter protegido os portugueses

A reação do Chefe de Estado à decisão do Tribunal Constitucional.

Saiba mais...

O Presidente da República diz que não se arrepende de ter promulgado o diploma dos apoios sociais porque o mais importante é que as pessoas recebido um apoio financeiro num período difícil. Marcelo Rebelo de Sousa diz que juridicamente perdeu, mas considera que ganhou do ponto de vista político.

Foi um dos primeiros a reagir à decisão do Tribunal Constitucional. O Chefe de Estado não se importa de ficar na fotografia de quem promulgou diplomas que foram considerados inconstitucionais.

A luz verde de Marcelo aos aumentos nos apoios sociais foi dada em março e o Presidente justifica a decisão com o período crítico que o país atravessava na altura. O Chefe do Estado ficou do lado dos partidos da oposição e contra o Governo, mas recusa que essa decisão prejudique a relação que tem com António Costa.

Sendo também professor de direito e constitucionalista, Marcelo afirma que não se sente afetado pela decisão unânime do Tribunal contra um diploma que aprovo. Diz antes que está feliz por ter garantido uma proteção que os portugueses não teriam de outra forma.

Veja mais: