Coronavírus

Vacinados infetados transmitem a variante Delta tanto quanto os não vacinados

Los Angeles, Califórnia, EUA

Damian Dovarganes

Novo relatório indica que infetados com a variante Delta carregam uma quantidade do vírus dez vezes superior à dos infetados com a variante Alfa.

Saiba mais...

As pessoas vacinadas e infetadas com a variante Delta podem transmitir o vírus com a mesma rapidez do que as pessoas não vacinadas.

Esta é uma das conclusões de um estudo do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos.

De acordo com o New York Times, que teve acesso ao documento, independentemente de estarem ou não vacinados, os infetados com a variante Delta carregam uma quantidade do vírus no nariz e na garganta dez vezes superior à dos infetados com a variante Alfa, também ela muito contagiosa.

A investigação revela ainda que a variante inicialmente detetada na Índia é tão contagiosa quanto a varicela e tem uma maior capacidade de romper a proteção conferida pela vacina. Esta mutação pode ainda causar complicações de saúde mais graves.

Para a agência norte-americana o próximo passo é reconhecer que a guerra mudou. Ainda assim, os investigadores continuam a acreditar na eficácia das vacinas na prevenção dos efeitos mais graves da doença, como os internamentos e a morte.

Vacinas contra a covid-19: as que estão a ser usadas e as que estão a caminho

Em menos de um ano desde que foi declarada a pandemia foram desenvolvidas várias vacinas em laboratórios por todo o mundo. A primeira vacina a obter autorização de emergência para inoculação foi a da Pfizer e BioNTech. O Reino Unido foi o primeiro país a aprovar esta vacina e a iniciar a campanha de vacinação, em dezembro de 2020.

Mais de 4,2 milhões de mortos no mundo

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 4.202.179 mortos em todo o mundo, entre mais de 196.580.980 de casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o balanço mais recente da agência France-Presse.

Os países com o maior número de mortos são os Estados Unidos, o Brasil, Índia, México e Peru, sendo este último o país com o maior número de mortes em relação à sua população, com 595 mortes por 100.000 habitantes, seguido pela Hungria (311), Bósnia (295), República Tcheca (284) e Macedónia do Norte (264).

Os países que registaram o maior número de novas mortes nas últimas 24 horas são a Indonésia com 1.759 novas mortes, Brasil (1.318) e Rússia (794).

A covid-19 é uma doença respiratória causada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2 detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China. Entretanto surgiram novas variantes, nomeadamente as identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil e Peru.

A grande maioria dos pacientes recupera, mas uma parte evidencia sintomas por várias semanas ou até meses.

Links úteis

Mapa com os casos a nível global