Crise Climática

Pelo menos 47 detidos na Austrália em protestos anti-governamentais sobre crise climática

GLENN HUNT/ EPA

Os protestos continuam hoje em Sydney, com os manifestantes a reunirem-se em Hyde Park, no centro da cidade, com faixas nas quais se exige às autoridades que "digam a verdade" sobre a crise climática.

Pelo menos 47 pessoas foram detidas na Austrália por participarem em atos de desobediência civil ou por perturbarem a ordem pública durante protestos contra a inação do Governo face à crise climática, informou hoje a polícia.

As detenções ocorreram na segunda-feira em várias cidades do país durante os protestos organizados pelo grupo ambientalista Extinction Rebellion programados para as próximas duas semanas.

"Sabemos que esse grupo específico de manifestantes está a tentar causar um distúrbio significativo na comunidade e qualquer atividade dessa natureza não será tolerada pela polícia", indicou o comissário-adjunto da região metropolitana de Sydney, Mick Willing, em comunicado.

A polícia do estado de Victoria confirmou na terça-feira à agência de notícias Efe que até agora detiveram dez pessoas, duas das quais foram acusadas de "obstruir intencionalmente um socorrista".

Por seu turno, a polícia do estado de Nova Gales do Sul informou em comunicado a detenção de 30 pessoas, enquanto as autoridades da cidade de Brisbane, capital do estado de Queensland, detiveram outras sete na segunda-feira, segundo a emissora pública ABC.

O Extinction Rebellion lançou um apelo à "rebelião internacional" e espera que os protestos se estendam nas próximas duas semanas a Madrid, Amesterdão, Paris, Nova Iorque, Washington e Buenos Aires, entre outras cidades.

Lusa

  • O Milagre de Jesus
    25:48