Crise Climática

Quarta greve climática em 157 países, incluindo Portugal

ANTÓNIO PEDRO SANTOS/ LUSA

Desde agosto de 2018, já participaram na greve climática jovens de 6,6 mil cidades de 223 países, segundo o site oficial do movimento.

A Greve Climática Global realiza-se hoje em 157 países, incluindo Portugal, e, na sua quarta edição, tem como principal objetivo mobilizar os jovens a participar na Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas de 2019 (COP25). No total, já se realizaram 63 mil greves climáticas.

São esperados mais de cem mil manifestantes na greve climática, segundo estimativas do site oficial do movimento “FridaysForFuture”, e os protestos vão servir para convencer o máximo de pessoas a ir à COP25, que se inicia em Madrid na segunda-feira.

Em Portugal, realizam-se greves em Lisboa, Porto, Coimbra, Santarém, Portalegre, Évora e Vila Nova de Santo André (Santiago do Cacém), abaixo da participação em edições anteriores, o que é justificado pela organização com o aviso tardio para o protesto.

A COP25, que se irá realizar entre 2 e 13 de dezembro, vai contar com a presença de Greta Thunberg, a jovem ativista sueca que em 2018 começou a faltar às aulas para protestar, junto ao parlamento sueco, contra a inação dos políticos em questões ambientais.

Antes de se deslocar a Madrid, a ativista passa por Lisboa.

Manifestantes em Lisboa rumam à Assembleia da República

Milhares marcham pelo mundo em defesa do ambiente