Alterações Climáticas

"Não apenas conversa, ação!": milhares nas ruas pelo clima em Milão

Greta Thunberg protagonizou mais uma greve das sextas-feiras.

Milhares de pessoas manifestaram-se pelas ruas de Milão, onde decorre o encontro de Jovens pelo Clima, em que Greta Thunberg protagonizou mais uma greve das sextas-feiras e acusou os líderes políticos de mentirem quando dizem que estão empenhados em arranjar soluções para evitar a catástrofe climática.

De acordo com a organização, terão sido 50 mil os manifestantes em Milão, capital financeira de Itália, a reclamar contra o que consideram ser a retórica dos líderes políticos sobre o clima.

O protesto coincide com a greve climática das sextas-feiras, um movimento iniciado por Greta Thunberg, também presente.

"Não apenas conversa, mas, sim, ação real!", diz Glauco Barbagallo, ativista pelo clima.

“Continuamos a enviar mensagens, mas acho que não há mais necessidade de enviar mensagens, o planeta está-nos a enviar, a ciência diz tudo, enviamos mensagens, mas não deveríamos de precisar”, diz Andrea Carrera, outra ativista.

Alguns líderes políticos dos G20 estiveram reunidos e convidaram jovens ativistas para preparar a cimeira das Nações Unidas para o clima, prevista para a Escócia, daqui a um mês, afirmando estarem atentos ao que eles disseram, mas os ativistas não estão convencidos.

"E todos eles fingem que têm soluções para a crise climática e que estão a tomar medidas suficientes, mas vemos através das suas mentiras e vemos através do seu 'blá blá blá' e estamos cansados ​​disso", diz Greta Thunberg.

A cimeira de Glasgow ocorre um ano depois da data prevista devido à pandemia.

Especialistas defendem que os compromissos assinados no Acordo de Paris têm de ser intensificados, de forma a tentar evitar uma catástrofe climática global.

Ativistas pelo clima, entre eles, Thunberg, transformaram a principal praça de Milão num acampamento e participaram numa marcha.

Veja também: