Caso das Viagens

Tribunal recusa suspensão do caso das viagens pagas pela Galp ao Euro 2016

Três antigos secretários de Estado deverão ser acusados de recebimento indevido de vantagem.

O Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa recusou esta sexta-feira o pedido de suspensão provisória do caso das viagens da Galp ao Euro 2016.

A notícia foi confirmada pela SIC junto do tribunal.

A suspensão provisória do processo que envolve três antigos secretários de Estado de António Costa tinha sido pedida pelo ministério Público.

A recusa pela juíza de instrução criminal significa que o processo vai prosseguir e é provável a acusação de recebimento indevido de vantagem por Rocha Andrade, João Vasconcelos e Jorge Costa Oliveira.

  • O Milagre de Jesus
    25:48