Crise nos combustíveis

"Não há falta de combustível, há um problema de distribuição"

"Não há falta de combustível, há um problema de distribuição"

Costa apela ao cumprimento da lei da greve e lembra que a requisição civil está sempre em cima da mesa.

O primeiro-ministro não tem dúvidas de a greve terá grandes consequências na vida dos portugueses, mas considera que todos os esforços estão a ser feitos para as minimizar.

Para que tal aconteça, António Costa apela a que os serviços mínimos sejam cumpridos, senão o Governo avança para a requisição civil, e que a rede de emergência seja suficiente para todas as necessidades mais prementes.

António Costa fez esta manhã uma ronda operacional de preparação para a greve dos motoristas para avaliar a capacidade de resposta.