Crise Energética

Antram pede fim da greve dos motoristas para negociar

JOÃO RELVAS

Associação diz que se reúnem já na sexta-feira se sindicatos levantarem a greve.

A Antram disse esta quinta-feira que, se os sindicatos desconvocarem a greve, podem reunir-se já na sexta-feira, respondendo assim ao pedido de mediação que o sindicato dos motoristas de matérias perigosas fez esta tarde ao Governo.

"Levantem a greve e reunimo-nos amanhã [sexta-feira] ", lê-se no comunicado enviado à agência Lusa pelo advogado da Associação Nacional de Transportadores Públicos Rodoviários de Mercadorias (Antram), reiterando que "não é por responsabilidade da Antram que esta greve existe".

A associação patronal salientou, assim, aquilo que vem dizendo publicamente, que "negoceia desde que a greve seja levantada", relembrando que o mecanismo de mediação que o Governo propôs às partes envolvidas no conflito na semana anterior à greve foi "liminarmente" rejeitado pelo Sindicato Nacional de Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP).

O SNMMP pediu hoje a mediação do Governo para chegar a um entendimento que permita terminar a greve, anunciou o presidente da estrutura sindical, Francisco São Bento.

"Chegámos à conclusão de que o melhor caminho será recorrer, ou requerer, a mediação do Governo", afirmou Francisco São Bento, acrescentando que "cabe agora ao Governo tentar colocar-se à mesa com a Antram".

O dirigente sindical esclareceu que agora, depois de ter sido requerida a mediação do Governo, é ao executivo que compete "tentar colocar-se à mesa" das negociações diretamente com a Antram e, posteriormente, com o sindicato.

Enquanto decorrerem as negociações, a greve "mantém-se nos mesmos moldes", segundo o SNMMP.

SINDICATO CHAMA MEDIADOR EXTERNO PARA NEGOCIAR COM A ANTRAM

Pedro Pardal Henriques disse esta quinta-feira que a convocação do dirigente do Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil serve para ajudar a gerir o conflito com os patrões.

Com Lusa