Crise nos combustíveis

PSP e GNR asseguraram 139 transportes de combustível até domingo

TIAGO PETINGA

A greve dos motoristas de pesados começou a 12 de agosto e foi desconvocada este domingo.

A GNR e a PSP asseguraram, no total, o transporte de combustível em 139 veículos pesados, empenhando 158 elementos nesta operação, na sequência da greve dos motoristas, segundo dados divulgados à agência Lusa pelo Ministério da Administração Interna.


De acordo com a mesma fonte, estes transportes de combustível em 139 veículos pesados de transporte de mercadorias perigosas foram realizados entre segunda-feira, dia 12 de agosto, e domingo, dia em que a greve foi desconvocada pelo segundo e último sindicato que a tinham convocado.


Nesta operação, ao longo de uma semana, estiveram envolvidos 158 elementos da GNR e da PSP.


Devido à greve dos motoristas, o Conselho de Ministros declarou em 09 de agosto a situação de crise energética, tendo esta manhã, um dia depois da desconvocação da greve, decretado o seu fim a partir das 23:59 de hoje.


Na sequência da situação de crise energética, o ministro da Administração Interna declarou a situação de alerta face à suscetibilidade de serem afetados bens e serviços absolutamente essenciais à população.


A situação de crise energética teve como objetivo garantir os abastecimentos energéticos essenciais à defesa, ao funcionamento do Estado e dos setores prioritários da economia, bem como à satisfação dos serviços essenciais de interesse público e das necessidades fundamentais da população durante a greve dos motoristas.


Na quinta-feira, o Sindicato Independente dos Motoristas de Mercadorias (SIMM) desconvocou a paralisação, mas o Sindicato Nacional de Motoristas de Matérias Perigosas manteve-a e só a desconvocou o protesto domingo, após um plenário de trabalhadores.


Para terça-feira está marcada uma reunião no Ministério das Infraestruturas e Habitação, em Lisboa, para a retoma de negociações entre a associação patronal Antram e o SNMMP.

Lusa

  • 380 mortos e mais de 13 mil casos de Covid-19 em Portugal

    Coronavírus

    O último balanço da DGS dá conta de 380 mortes e 13.141 casos de Covid-19 em Portugal. São mais 35 óbitos e 699 infetados em relação a ontem. A região Norte continua a ser a mais afetada, com 7.386 casos e 208 vítimas mortais. Há mais doentes internados mas menos casos em Unidades de Cuidados Intensivos, uma redução que se regista pela primeira vez desde o início da pandemia. Siga aqui ao minuto as últimas informações.

    Direto

    SIC Notícias