Crise Migratória na Europa

Migrações. Adolescente morre em Itália depois de ser resgatado e estar a cumprir quarentena

Juan Medina

Costa-marfinense, de 15 anos, apresentava um quadro de subnutrição severa.

Um adolescente da Costa do Marfim morreu num hospital de Palermo, em Itália, depois de ter sido resgatado do mar por um navio humanitário e estar a cumprir uma quarentena noutra embarcação, anunciou esta quarta-feira a organização não-governamental Emergency.

O costa-marfinense, de 15 anos, foi resgatado pelo navio da organização não-governamental espanhola Open Arms em 10 de setembro e, posteriormente, foi transferido para um navio de passageiros para cumprir a quarentena obrigatória devido à covid-19.

A tutora legal do adolescente, Alessandra Puccio, apresentou queixa em relação à morte de Abou Dakite porque, apesar do estado de saúde do jovem de 15 anos estar a degradar-se, este foi transferido para o navio de passageiros para cumprir a quarentena obrigatória.

Um deputado do Partido Livre e Igualdade, Eramo Palazzoto, fez um apelo parlamentar ao Governo italiano para que mude o procedimento de desembarque de migrantes porque este, além da morte de Dakite, já causou a morte de outro jovem por suicídio no passado.

O jovem - que tinha um quadro de subnutrição severa - enquanto esperava para desembarcar em Itália apresentou um quadro febril e foi tratado com antibióticos. Os seus testes para a covid-19 deram negativo.

Em 1 de outubro, Abou Dakite foi levado rapidamente para um hospital em Palermo, onde morreu cinco dias depois.