Crise Migratória na Europa

Voluntárias portuguesas em Moria denunciam agressões das autoridades aos refugiados

As duas portuguesas no terreno descrevem clima de medo.  

Um mês depois do incêndio de Moria, na Ilha grega de Lesbos, agravam-se as condições de saúde e segurança dos cerca de 9.000 refugiados que foram transferidos para o novo campo de Kara Tepe.

A SIC falou com duas portuguesas no terreno que acusam as autoridades gregas de agressões aos refugiados e de ameaças permanentes aos voluntários que denunciam a situação.