Crise Migratória na Europa

Número de entradas de migrantes na UE quase duplicou entre janeiro e março

Shereen Talaat

Rota do Mediterrâneo Central teve um aumento de 151%.

O número de entradas irregulares na União Europeia (UE) quase duplicou entre janeiro e maio, para mais de 47.100, face ao mesmo período de 2020, segundo dados da agência que regula as fronteiras externas, Frontex.

De acordo com um comunicado da Frontex, houve mais 47% de entradas ilegais nas fronteiras externas da UE do que nos primeiros cinco meses de 2020, quando o número de migrantes irregulares recuou devido à pandemia da covid-19.

A rota do Mediterrâneo Central teve um aumento de 151%, para as 15.171 pessoas, seguindo-se a dos Balcãs Ocidentais: mais 104%, para as 14.723 entradas detetadas.

A rota do Mediterrâneo Ocidental, por seu lado, teve um aumento homólogo de 19%, para as 4.497 entradas ilegais e a do Mediterrâneo Oriental foi a única a apresentar um recuo, de 47%, para as 6.215 tentativas de atravessamento da fronteira externa da UE.

O arquipélago espanhol das Canárias viu o número de chegadas aumentar para cerca do dobro na comparação homóloga, chegando às 5.250 pessoas entre janeiro e maio.