Crise na Venezuela

Guaidó viaja para o Brasil e vai encontrar-se com Bolsonaro

Luisa Gonzalez

O líder de oposição venezuelana chega a Brasília na noite desta quarta-feira (madrugada em Portugal).

O líder do parlamento e autoproclamado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, vai viajar para o Brasil para se reunir com o chefe de Estado, Jair Bolsonaro, confirmou esta quarta-feira o vice-presidente brasileiro, Hamilton Mourão, segundo o jornal o Globo.

A assessoria da representante diplomática no Brasil indicada por Guaidó, Maria Teresa Belandria, já tinha informado que o líder de oposição chega a Brasília na noite de hoje (madrugada em Portugal) num voo do Força Aérea da Colômbia.

O encontro entre Juan Guaidó e o Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, está previsto para quinta-feira em Brasília, apesar de ainda não ter sido revelada a agenda completa da visita do líder da oposição venezuelana ao país.

A crise política na Venezuela agravou-se em 23 de janeiro, quando o líder da Assembleia Nacional, Juan Guaidó, se autoproclamou presidente da República interino e declarou que assumia os poderes executivos de Nicolás Maduro.

Guaidó, 35 anos, contou de imediato com o apoio dos Estados Unidos e prometeu formar um governo de transição e organizar eleições livres.

Nicolás Maduro, 56 anos, no poder desde 2013, recusou o desafio de Guaidó e denunciou a iniciativa do presidente do parlamento como uma tentativa de golpe de Estado liderada pelos Estados Unidos.

A maioria dos países da União Europeia, entre os quais Portugal, reconheceram Guaidó como Presidente interino encarregado de organizar eleições livres e transparentes, tal como o Brasil.

A repressão dos protestos antigovernamentais desde 23 de janeiro provocou já dezenas de mortos, de acordo com várias organizações não-governamentais.

Lusa

  • “Este despacho não é sobre casas de banho, é sobre pessoas”
    13:47