Crise na Venezuela

Indígena ferido em confrontos na Venezuela morre num hospital brasileiro

Kliver Alfredo Perez Rivero estava internado no Hospital Geral de Roraima, em Boa Vista no Brasil.

Um indígena ferido nos confrontos que ocorreram na cidade venezuelana de Santa Elena de Uairén morreu num hospital na cidade brasileira de Boa Vista, noticiou hoje o portal brasileiro G1.

O indígena venezuelano Kliver Alfredo Perez Rivero, de 24 anos, estava internado no Hospital Geral de Roraima e foi o primeiro ferido nos conflitos a morrer após receber tratamento no Brasil.

A causa da morte foi falência múltipla de órgãos após a vítima ter sido ferida por disparos no tórax, com lesões no fígado e intestino, segundo a mesma fonte.

Com a morte do indígena, o hospital brasileiro passa a atender 21 vítimas de conflitos internos na Venezuela. Uma delas está em estado grave.

O prefeito de câmara de Santa Helena de Uairén, Emilio González, disse, em declarações aos jornalistas na cidade brasileira de Pacaraima, que pelo menos 25 pessoas foram mortas na sua cidade após os conflitos registados no último sábado, mas os números oficiais apontam para cinco mortos.

Embora existam informações não confirmadas sobre uma possível reabertura da fronteira hoje, a passagem entre do Brasil e a Venezuela continuava fechada hoje de manhã pelo sétimo dia.

Lusa