Crise na Venezuela

Serviços secretos venezuelanos invadem gabinete de Guaidó

Autoridades justificam o cerco com alegada ameaça de bomba.

Os serviços secretos venezuelanos invadiram esta terça-feira a Assembleia Nacional e o gabinete de Juan Guaidó, em Caracas.

Quinze funcionários do SEBIN, Serviço Bolivariano de Inteligência Nacional, arrombaram gavetas do autoproclamado Presidente interino. Cá fora, os agentes impediram a entrada de deputados no edifício.

A operação aconteceu horas antes de uma sessão, na Assembleia Nacional, para debater o conflito militar contra o Presidente Nicolás Maduro.

A Polícia Nacional Bolivariana justifica o cerco com uma alegada bomba no local.

Juan Guaidó reagiu no Twitter, onde classificou Nicolás Maduro de cobarde e acusou-o de assaltar o "poder legislativo".

  • O que houve de melhor no SBSR
    11:16
  • Descobrir as rotas do Alentejo
    14:59