Europeias 2019

Letónia, Malta, Eslováquia e República Checa estão hoje a votar

Yves Herman / Reuters

As eleições para o Parlamento Europeu estão decorrer nos 28 Estados-membros até domingo.

O processo de eleição dos 751 deputados do Parlamento Europeu para a legislatura 2019-2024 prossegue hoje na Letónia, Malta, Eslováquia e República Checa, num calendário iniciado na quinta-feira que se estende até domingo.


A Holanda e o Reino Unido foram, na quinta-feira, os primeiros Estados-membros a irem a eleições, seguindo-se a Irlanda e a República Checa, onde o voto se prolonga por dois dias - sexta-feira e sábado.

Todos os outros Estados-membros, incluindo Portugal, escolheram domingo para a ida às urnas.

Eleitora da Letónia vota em Riga

Eleitora da Letónia vota em Riga

Ints Kalnins / Reuters

751 eurodeputados a eleger

Cada Estado-membro elege um número fixo de deputados ao Parlamento Europeu, entre seis, no caso de Malta, Luxemburgo, Chipre e Estónia, e 96, no caso da Alemanha.

Portugal elege 21 eurodeputados, o mesmo número das eleições de 2014.

Quando o Brexit se efetivar, e com a saída dos 73 deputados britânicos, o Parlamento Europeu e o Conselho Europeu concordaram com uma redução dos deputados de 751 para 705 lugares.

Os lugares deixados vagos pelo Reino Unido serão reafetados a países que se encontram sub-representados, caso de França e Espanha (ganham cinco, para chegar aos 79 e aos 59, respetivamente).

Itália e Holanda, com três, e Irlanda, com mais dois eurodeputados, são os outros beneficiados, numa lista em que Polónia, Roménia, Dinamarca, Suécia, Áustria, Eslováquia, Finlândia, Hungria e Estónia conquistam um eurodeputado cada.