Eleições no Brasil

Cimeiras Brasil-Portugal voltam em 2023 após vitória de Lula

Cimeiras Brasil-Portugal voltam em 2023 após vitória de Lula
Cludio Policarpo / EyeEm

Anunciou o ministro dos Negócios Estrangeiros João Gomes Cravinho.

Portugal e o Brasil podem agora voltar às cimeiras bilaterais em 2023, graças à vitória de Lula da Silva nas eleições presidenciais brasileiras, congratulou-se o ministro dos Negócios Estrangeiros português, João Gomes Cravinho.

“Há algo muito promissor para o nosso país [na vitória de Lula da Silva]. Portugal não tem com o Brasil uma cimeira desde 2016. Anteriormente eram realizadas com regularidade, mas há seis anos que não temos”.

"Serão sete anos em 2023, quando finalmente fizermos uma cimeira com o Brasil", declarou o chefe da diplomacia portuguesa, ouvido no parlamento, no âmbito da apreciação, na especialidade, da proposta de Orçamento do Estado (OE) para 2023.

Já na sua intervenção inicial, o ministro tinha usado o momento para "saudar calorosamente e felicitar o Presidente-eleito Lula da Silva pela sua vitória".

"Irá sem dúvida reforçar a CPLP", a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, afirmou João Gomes Cravinho, completando depois que esta eleição gera expectativas muito elevadas no âmbito da CPLP e das relações bilaterais.

O chefe da diplomacia portuguesa realçou que o retomar das cimeiras bilaterais vai permitir "analisar com profundidade e com empenho" o que liga Portugal e o Brasil, nomeadamente a nível económico, cultural e político.

"Gostaria de assinalar o que significa a eleição do Presidente Lula da Silva no avançar para o combate às alterações climáticas", sublinhou também Gomes Cravinho, referindo o anúncio que o Presidente eleito fez no seu discurso de vitória do objetivo de desmatamento zero, "que é o contributo absolutamente fundamental que o Brasil pode dar para o futuro do planeta".

Últimas Notícias
Mais Vistos