Eleições nos EUA

Eleições nos EUA. FBI investiga chamadas anónimas para demover eleitores

Jeffrey Dean

Foram recebidas dias e semanas antes das eleições presidenciais.

O FBI está a investigar uma série de chamadas automáticas feitas a eleitores norte-americanos dias e semanas antes das eleições presidenciais, numa tentativa de os desencorajar a irem votar.

A informação foi confirmada esta terça-feira por um Oficial do Departamento de Segurança Interna, citado pela agência Associated Press.

O The Washington Post avança que, em todo o país, cerca de 10 milhões de eleitores receberam estas chamadas. Diziam-lhes para "ficarem seguros e em casa". No Michigan, por exemplo, foram registadas chamadas em que era dito para evitarem as "longas filas" e votarem apenas na quarta-feira.

A origem das chamadas e mensagens é anónima, no entanto, as principais operadoras acreditam que têm origem estrangeira.

A procuradora-geral de Nova Iorque já abriu uma investigação. Em comunicado, avança que a origem das ligações vai ser investigada e fala numa campanha de "desinformação".

A procuradora denuncia a ilegalidade do ato e garante que não será tolerado. Acrescenta ainda que as tentativas de demover os eleitores de irem votar são "perturbadoras e desanimadoras".

Os governadores de alguns estados norte-americanos enviaram informações para ajudar na investigação.

Veja também: