Eleições nos EUA

Grupos antifascistas enfrentam polícia junto à Casa Branca

EPA/ MARIO CRUZ

Na origem do protesto esteve a detenção de um afro-americano.

A detenção de um afro-americano provocou o protesto direto de grupos de manifestantes antifascistas que integravam a concentração junto aos jardins da Casa Branca, em Washington.

Várias dezenas de elementos do Departamento da Polícia de Washington D.C. detiveram um homem por desacatos acabando por ficar cercados por manifestantes identificados com bandeiras antifascistas.

O cerco à polícia, por volta das 22:00 locais (03:00 de quarta-feira em Lisboa) prolongou-se por quase meia-hora tendo os agentes conseguido levar o detido com o apoio de reforços que foram enviados para o local.

Não se registaram confrontos mas os agentes foram insultados e empurrados para uma esquina de um edifício tendo mais tarde conseguido fazer o transporte do detido para fora do local da concentração.

"Sem Justiça não há paz" e "Black Lives Matter" foram as palavras de ordem dos grupos antifascistas equipados com máscaras antigás e vestidos de preto que se deslocam neste momento, em grande número para o centro da cidade.

ACOMPANHE AO MINUTO A NOITE ELEITORAL NOS EUA

Veja também:

O que quer Donald Trump fazer no próximo mandato?
A visão de Joe Biden. Ideias "arrojadas" para reconstruir os EUA
Quem está contra e a favor de Trump?
As caras (conhecidas) que apoiam Joe Biden
A pandemia deu cabo de Trump?

Acompanhe o especial Eleições nos EUA para mais informações.