Eleições nos EUA

Boris Johnson felicitou "calorosamente" Joe Biden pela eleição

POOL New

Primeiro-ministor britânico telefonou a Biden.

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, felicitou esta terça-feira"calorosamente" Joe Biden, por telefone, pela eleição como Presidente dos Estados Unidos e transmitiu os parabéns à vice-presidente eleita, Kamala Harris, pela "vitória histórica", revelou o seu gabinete.

No telefonema, que alguns meios de comunicação britânicos adiantaram ter durado cerca de 20 minutos, Johnson e Biden "discutiram o relacionamento próximo e de longa data entre os dois países e comprometeram-se a desenvolver essa parceria nos próximos anos, em áreas como comércio e segurança, inclusive através da NATO".

Os dois mostraram-se também disponíveis para trabalharem juntos em questões como as alterações climáticas, a promoção da democracia e recuperação depois da pandemia covid-19.

Johnson convidou Biden para participar da cimeira sobre o ambiente COP26 que o Reino Unido vai realizar, em Glasgow, em novembro de 2021, marcando encontro pessoal para quando o Reino Unido organizar a cimeira do G7 em 2021.

Joe Biden iniciou as conversas com líderes estrangeiros na segunda-feira com um telefonema ao primeiro-ministro do "país vizinho" Canadá, Justin Trudeau, tendo entretanto também falado com o primeiro-ministro irlandês, Micheál Martin.

Johnson era dos poucos dirigentes internacionais conhecido pela proximidade ao Presidente e candidato republicano, Donald Trump, que ainda não reconheceu a derrota eleitoral.

Apesar de concordarem na questão do Brexit, Johnson não seguiu Trump no abandono do Acordo de Paris ou da Organização Mundial de Saúde e manteve-se aliado à Alemanha e França no plano nuclear para o Irão.

A posse de Biden como 46.º Presidente dos Estados Unidos está marcada para 20 de janeiro de 2021.

  • Dentro do coração
    4:23

    Futuro Hoje

    Há 7 anos no Futuro Hoje mostrámos pela primeira vez um pacemaker que se instala dentro do coração. Em Portugal há muitas pessoas a quem este aparelho salvou a vida. Só o Dr. Diogo Cavaco, cardiologista que introduziu esta técnica no país, já instalou mais de cem aparelhos destes.