Eleições nos EUA

EUA. Interrompida contagem de votos que vão decidir controlo do Senado

Ben Gray

Estão em causa dois lugares.

A contagem dos votos para os dois lugares que vão decidir o controlo do Senado norte-americano vai ser interrompida e os resultados só deverão ser conhecidos ao final da tarde desta quarta-feira. A garantia foi dada pelo secretário geral da Geórgia.

Para já, os republicanos já terão perdido um dos lugares. A CNN projeta a vitória do democrata Raphael Warnock com 50,5% dos votos. A confirmar-se a vitória, Warnock torna-se o primeiro senador negro na história do estado conservador.

O outro lugar ainda não está decidido. A contagem põe o candidato democrata à frente do republicano, mas a margem ainda é demasiado curta. Ossoff, com 33 anos, poderá tornar-se o mais jovem senador democrata desde Joe Biden, eleito naquele estado em 1973.

As eleições na Geórgia são decisivas, uma vez que ditam quem controla o Senado. Os republicanos precisam de segurar apenas um dos lugares, já os democratas têm de conquistar os dois.

Poder de "desempate"

A confirmar-se a eleição dos dois democratas, o partido de Joe Biden reforçaria a vitória, podendo obter o controlo daquela câmara, no que seria um novo revés para o Presidente em exercício, Donald Trump, que continua sem admitir a derrota nas eleições de 3 de novembro.

Com uma dupla vitória na Geórgia, os democratas obteriam 50 lugares no Senado, tal como os Republicanos.

Mas, tal como previsto na Constituição, a futura vice-presidente Kamala Harris teria o poder de "desempatar", fazendo pender o equilíbrio da balança para os democratas.