Eleições nos EUA

Israel condena vigorosamente invasão do Capitólio

Yonatan Sindel

Pelo menos quatro pessoas morreram na invasão do Capitólio, em Washington.

O primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu disse esta quinta-feira que as cenas de violência do Capitólio em Washington representam "um ato escandaloso" e deve ser "vigorosamente condenada".

"O tumulto do Capitólio ontem (quarta-feira) foi um ato escandaloso e deve ser vigorosamente condenado", disse o primeiro-ministro israelita antes de um encontro com o secretário do Tesouro dos Estados Unidos, em Jerusalém. "Não tenho nenhuma dúvida de que a democracia norte-americana vai triunfar", acrescentou Netanyahu.

Pelo menos quatro pessoas morreram na invasão do Capitólio, em Washington, anunciou a polícia da capital dos Estados Unidos.

Além de 14 polícias feridos, dois deles em estado grave, foram feitas mais de meia centena de detenções.

A sessão de ratificação dos votos das eleições presidenciais dos EUA foi interrompida devido aos distúrbios provocados pelos manifestantes pró-Trump no Capitólio, e as autoridades de Washington decretaram o recolher obrigatório entre as 18:00 e as 06:00 locais (entre as 23:00 e as 11:00 em Lisboa).

O debate no Senado foi retomado pelas 20:00 (01:00 em Lisboa).

Já esta quinta-feira o Congresso dos Estados Unidos ratificou a vitória de Joe Biden nas eleições presidenciais de novembro, na última etapa antes de ser empossado em 20 de janeiro.