Presidenciais

Presidenciais. “Eleição não pode passar ao lado dos portugueses”

Declarações do candidato do PCP.

João Ferreira diz que as eleições presidenciais não podem passar ao lado dos portugueses. O candidato presidencial do PCP sublinha a importância do Presidente da República como garante dos valores da constituição.

MARCELO MARCA ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS PARA 24 DE JANEIRO

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, marcou na terça-feira as eleições presidenciais para 24 de janeiro de 2021. A informação foi publicada no site da presidência.


"Nos termos previstos na Constituição e na Lei Eleitoral, o Presidente da República assinou hoje o Decreto que fixa para domingo 24 de janeiro de 2021 as eleições presidenciais, o qual seguiu já para publicação em Diário da República", lê-se na nota divulgada.

A Lei Eleitoral do Presidente da República estabelece que o chefe de Estado "marcará a data do primeiro sufrágio para a eleição para a Presidência da República com a antecedência mínima de 60 dias". Marcelo Rebelo de Sousa assinou este decreto 61 dias antes da data das eleições.

O congresso do PCP

No total, serão 600 os delegados que, desta vez, e por causa da epidemia, terão apenas cadeiras para se sentar, sem mesas, de forma a manter a distância de segurança entre si, e que vão também espalhar-se pelas bancadas. E não haverá delegações estrangeiras convidadas.

Apesar de ser organizado segundo regras da Direção-Geral da Saúde (DGS), o congresso está a ser polémica e criticado por dirigentes partidários, especialmente do PSD e do CDS.

Este é o primeiro congresso partidário que acontece durante um Estado de Emergência no país em Democracia.

  • "Não sabia como ia acordar. Estava muito assustada"

    Coronavírus

    Rita, Filipa e Andreia conviveram de perto com o coronavírus, cada uma com experiências diferentes. O marido de Andreia esteve internado duas semanas com covid-19 e a filha também esteve infetada, em junho do ano passado. A Rita, a Filipa e a família de ambas estiveram infetadas no último mês. Os sintomas foram ligeiros, mas as preocupações iam além disso. À SIC Notícias, falaram sobre os receios que sentiram e de como ultrapassaram os dias difíceis.

    Exclusivo Online

    Rita Rogado