Presidenciais

Presidenciais. Utentes vão poder votar nos lares

Para isso, a inscrição deve ser feita até dia 17 de janeiro.

A Confederação de Instituições de solidariedade Social aplaude a recente decisão do Governo de levar as urnas de voto aos lares de idosos no próximo ato eleitoral. A logística está a cargo das autarquias, que têm agora pouco tempo para organizar todo o processo.

A pandemia obrigou a alterações à lei eleitoral para contemplar os doentes covid-19 com a possibilidade do voto domiciliário, mas os idosos residentes em lares não foram incluídos. Depois de várias IPSS terem manifestado a falta de condições para deslocar os utentes às assembleias de voto, o Governo decidiu alargar a possibilidade de levar as urnas aos lares.

De acordo com o Presidente da Confederação de Instituições de solidariedade Social, todas as suas associadas reúnem condições para permitir que a votação se processe nas suas instalações com privacidade e segurança.

A inscrição nos lares deve ser feita entre os dias 14 e 17 de janeiro e os votos serão recolhidos nos dias 19 e 20.

As equipas de recolha de votos, constituídas no mínimo por dois elementos, são organizadas pelas autarquias com o apoio da administração eleitoral e serão acompanhadas aos lares pelas forças de segurança.

ESPECIAL PRESIDENCIAIS

  • 2:19