Presidenciais

Covid-19. Milhares de pessoas não vão poder votar nas presidenciais

Para quem for diagnosticado com covid-19 a partir desta sexta-feira.

Todos aqueles a quem for diagnosticada covid-19 ou decretado o isolamento profilático, a partir desta sexta-feira, ficam impedidos de votar nas eleições presidenciais. Para os restantes, as inscrições para o voto antecipado terminam no próximo dia 17.

Com base nas previsões da evolução da pandemia serão milhares os portugueses que ficarão impedidos de exercer o direito de voto.

Quem está em confinamento obrigatório pode, à luz da lei, pedir a votação antecipada até ao dia 17, mas apenas se o isolamento tiver sido decretado pelas autoridades de saúde até esta quinta-feira, dia 14.

Os restantes estão impedidos de o fazer.

Nos lares, os idosos também poderão votar de forma antecipada, mas há duas regras fundamentais. A inscrição prévia também é obrigatória e o voto antecipado só é permitido se o idoso estiver na zona onde está inscrito como eleitor.

A recolha de votos não será feita em lares ilegais ainda que a maioria exista com conhecimento da Segurança Social.

Até esta quinta-feira inscreveram-se para uma votação antecipada mais de 204 mil pessoas. Os votos nos hospitais e nas prisões já foram recolhidos. Votaram 66 doentes internados e nas cadeias mais de 2.500 reclusos.