Football Leaks

Operação policial no julgamento de Rui Pinto inclui snipers

O plano de segurança dentro e fora do Campus de Justiça foi pensado ao pormenor.

As autoridades montaram uma grande operação policial no Campus de Justiça, em Lisboa, com medidas de segurança raramente vistas em outros julgamentos em Portugal.

A SIC sabe que do plano de segurança fazem parte os chamados snipers, ou atiradores à paisana, autorizados para disparar em caso de verdadeira ameaça contra Rui Pinto.

O criador da plataforma Football Leaks começou hoje a ser julgado. Vai responder por 90 crimes: 68 de acesso indevido, 14 de violação de correspondência, seis de acesso ilegítimo, visando entidades como o Sporting, a Doyen, a sociedade de advogados PLMJ, a Federação Portuguesa de Futebol e a Procuradoria-Geral da República, e ainda por sabotagem informática à SAD do Sporting e por extorsão, na forma tentada.

  • 34:18