Football Leaks

Julgamento Football Leaks. Aníbal Pinto garante que foi apanhado numa armadilha

O arguido e ex-advogado de Rui Pinto diz que nunca quis extorquir a Doyen.

Aníbal Pinto voltou esta terça-feira a garantir em tribunal que nunca quis extorquir a Doyen quando era advogado de Rui Pinto.

O arguido no processo Football Leaks foi ouvido durante toda a manhã no Campus de Justiça.

Rui Pinto é acusado de 90 crimes

Rui Pinto, de 31 anos, vai responder por um total de 90 crimes: 68 de acesso indevido, 14 de violação de correspondência e seis de acesso ilegítimo, visando entidades como o Sporting, a Doyen, a sociedade de advogados PLMJ, a Federação Portuguesa de Futebol e a Procuradoria-Geral da República, e ainda por sabotagem informática à SAD do Sporting e por extorsão, na forma tentada

Este último crime diz respeito à Doyen e foi o que levou também à pronúncia de Aníbal Pinto.

O criador do Football Leaks encontra-se em liberdade desde 7 de agosto, "devido à sua colaboração" com a Polícia Judiciária e "sentido crítico", mas está, por questões de segurança, inserido no programa de proteção de testemunhas, em local não revelado e sob proteção policial.

Veja também: