Football Leaks

Football Leaks. Inspetor da PJ terá ajudado advogado da Doyen

Inspetor foi constituído arguido noutro processo 

As testemunhas arroladas pelo advogado Aníbal Pinto começaram esta quarta-feira a ser ouvidas, no julgamento do processo Football Leaks.

Esta manhã, foi a vez de um inspetor-chefe da Polícia Judiciária, que foi constituído arguido num processo paralelo que investiga a sua ligação ao advogado da Doyen.

Rogério Bravo é suspeito de ter ajudado a advogado da Doyen a processar Rui Pinto. Há um email em que se tratam por tu e em que o inspetor anexava documentos para ajudar o advogado a apresentar queixa contra o pirata informático.

A eurodeputada Ana Gomes já tinha apresentado queixa sobre estas alegadas ligações, mas o inquérito foi arquivado. Agora, depois das declarações do advogado da Doyen, no julgamento do processo Football Leaks, a juíza presidente pediu que a investigação fosse reaberta.

Rui Pinto e o advogado da altura, Aníbal Pinto, estão acusados de terem tentado extorquir o fundo de investimentos Doyen em 2019, a troco de 500 mil a um milhão de euros.