Freitas do Amaral 1941-2019

Cristas adapta, mas não cancela campanha após morte de Freitas do Amaral

HUGO DELGADO

O CDS mantém, para já, as ações de campanha previstas para o resto desta quinta-feira.

Assunção Cristas, líder do CDS, fez esta quinta-feira um breve discurso de apelo ao voto nas eleições de domingo e anunciou que o partido vai adaptar a campanha devido à morte do fundador Freitas do Amaral.

Num discurso de menos de quatro minutos, num almoço de campanha para as legislativas de domingo, em Barcelos, Braga, afirmou igualmente que o partido já colocou a bandeira à meia haste depois de ser conhecida a notícia da morte de Diogo Freitas do Amaral, que esta quinta-feira morreu aos 78 anos.

"Não ficamos indiferentes a esta triste notícia e vamos fazer ajustamento para a poder manter, para introduzir a sobriedade que o momento exige" e fazer "campanha com sobriedade".

Lusa

  • Projeto Tejo divide agricultores e ambientalistas
    13:30
  • Reis de Espanha em visita polémica a Havana
    1:24

    Mundo

    Na justificação oficial, esta visita destina-se a estreitar os laços económicos e financeiros entre os dois países. Uma viagem polémica, tanto para espanhóis como para cubanos.