George Floyd

Nancy Pelosi pede a retirada das estátuas da Confederação do Capitólio

MICHAEL REYNOLDS

"Estas estátuas celebram o ódio, não o nosso património", presidente da Câmara dos Representantes dos EUA

A presidente da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, apelou esta quarta-feira à retirada das estátuas das figuras da Confederação do Capitólio, enquanto os protestos antirracismo relançam o debate sobre o lugar a atribuir aos defensores do esclavagismo.

"Apelo mais uma vez para remover do Capitólio as 11 estátuas que representam militares e dirigentes confederados", disse Pelosi numa mensagem na rede social Twitter.

"Estas estátuas celebram o ódio, não o nosso património", acrescentou na mensagem.

George Floyd, um afro-americano de 46 anos, morreu em 25 de maio, em Minneapolis (Minnesota), depois de um polícia branco lhe ter pressionado o pescoço com um joelho durante cerca de oito minutos numa operação de detenção, apesar de Floyd dizer que não conseguia respirar.

Desde a divulgação das imagens nas redes sociais, têm-se sucedido os protestos contra a violência policial e o racismo em dezenas de cidades norte-americanas, algumas das quais foram palco de atos de pilhagem.

Pelo menos 10 mil pessoas foram detidas desde o início dos protestos, e as autoridades impuseram recolher obrigatório em várias cidades.

Protestos antirracismo. Estátuas de Cristóvão Colombo derrubadas nos EUA