George Floyd

Estátuas vandalizadas em todo o mundo             

Movimento começou nos Estados Unidos.

Nos Estado Unidos, a onda de protesto contra o racismo está a ganhar novos contornos: os alvos são agora figuras do passado que os manifestantes consideram racistas, ligados ao imperialismo ou à era colonial.

Em Virgínia, duas estátuas já foram destruídas - a primeira a de Cristóvão Colombo, um dia depois, a do único presidente dos confederados.

No Twitter, Nanci Pelosi apelou a que as 11 figuras da Confederação sejam retiradas do Capitólio.

O movimento já ultrapassou fronteiras, no Sul de Inglaterra, as autoridades vão remover a estátua de Robert Baden-Powell, o fundador dos escuteiros, acusado de ser simpatizante do regime nazi. A medida serve para evitar que seja vandalizado.

Também na Bélgica as estátuas estão a ser vandalizadas. Em Bruxelas, o Rei Leopoldo II foi pintado de vermelho. Segundo historiadores, o antigo monarca é culpado pela morte de cerca de 10 milhões de congoleses.

Esta quinta-feira, também a estátua do Padre António Vieira, em Lisboa, foi vandalizada.

A morte de George Floyd foi o rastilho para estes ataques a figuras do passado e nas ruas dos Estados Unidos, os protestos continuam. Os manifestantes pedem o corte do financiamento da polícia e uma reforma do sistema.

  • 21:07