Queda do BES

Cavaco Silva ilibado das acusações dos lesados do BES

Cavaco Silva ilibado das acusações dos lesados do BES

Há seis anos, numa declaração, o antigo Presidente da República afirmou que "os portugueses" podiam "confiar no BES".

Apesar das mais de 300 queixas de lesados do BES, alegando responsabilidades da queda do banco ao antigo Presidente da República, Cavaco Silva, e a Carlos Costa, Governador do Banco de Portugal, o Ministério Público concluiu que não há indícios de crime e arquivou as suspeitas.

Há seis anos, numa declaração, o antigo Presidente da República afirmou que "os portugueses" podiam "confiar no BES".

Os procuradores do Ministério Público considera que os elementos de da supervisão receberam informação sistematicamente manipulada, o que tornou impossível, num curto espaço de tempo, encontrar uma solução eficaz para o Banco Espírito Santo.

Sendo assim, dizem não ser possível apontar responsabilidades criminais a titulares de cargos políticos ou elementos de supervisão.

Veja também: