Crise na Grécia

Merkel recusa encontro com Tsipras

A chanceler alemã não vai aceitar reunir-se em privado com o novo primeiro ministro da Grécia. Fontes do governo de Merkel avançaram à agência Bloomberg, que a chancelar pretende mostrar que não concorda com os planos de Alexis Tsipras.

© Kai Pfaffenbach / Reuters

Berlim não consta da lista de capitais por onde vão passar o novo primeiro-ministro e o ministro das Finanças, mas o encontro bilateral poderia acontecer na próxima semana, à margem do Conselho Europeu.

Já esta quarta-feira, Tsipras é esperado em Bruxelas, para uma reunião com o presidente da Comissão Europeia. O porta-voz de Juncker diz esperar uma "discussão construtiva".

O novo executivo continua a correr a Europa, numa tentativa de encontrar consensos sobre o futuro grego. O ministro das Finanças esteve já reunido com o homólogo britânico e está esta tarde em bancos ingleses. Já o primeiro-ministro cumpre a primeira visita oficial, ao Chipre.
  • Regras na Grécia "não podem mudar sem aval da troika"
    1:15

    Crise na Grécia

    O ministro alemão das Finanças avisa que a Grécia não pode tomar nenhuma decisão sobre o programa de ajustamento, sem ter o aval da troika. Wolfgang Schaeuble lembrou ainda que o novo Governo grego não pode passar a negociar apenas com as instituições europeias – e, tem de continuar a prestar contas ao FMI.

  • Tsipras em périplo europeu para renegociar dívida grega
    2:35

    Crise na Grécia

    O novo Governo grego multiplica-se em esforços para convencer a Europa a permitir a renegociação da dívida. A questão da dívida domina, aliás, a viagem do novo primeiro-ministro a Chipre, Itália e França. No Chipre, Alexis Tsipras garantiu que a Grécia não quer saída do euro, mas pretende renegociar a dívida. Entretanto, França já disse estar disponível para a discussão. O objetivo da Grécia é obter uma moratória sobre os juros da dívida e o reembolso ligado ao crescimento.